• rostos meninas
  • image01c

Xenofobia na África do Sul. São quase mil os moçambinos em centros de acolhimento

À medida que a violência xenófoba tem aumentado na vizinha África do Sul, com particular destaque para a cidade de Durban, sobe o número de moçambicanos acolhidos em centros para a proteção destes estrangeiros que trabalham e residem na terra do Rand.

xenofobia


Segundo o Alto-comissário de Moçambique na África do Sul, Fernando Fazenda, o número de moçambicanos nestes centros de acolhimento aproxima-se dos mil, com a descoberta de um terceiro centro que não tinha sido comunicado pelas autoridades policiais sul-africana ao Consulado da Pérola do Índico em Durban. Estes moçambicanos estão a ser acolhidos em situações precárias, fazendo refeições graças ao apoio de alguns cidadãos sul-africanos de boa-fé, passando a noite em tendas ou salas de aulas. Perto de 100 moçambicanos fizeram ontem a viagem de regresso à Moçambique, aonde serão recebidos no centro transitório de Boane, na Província de Maputo, no sul do país. Segundo dados divulgados pelas autoridades diplomáticas, nenhum moçambicano até aqui perdeu a vida por conta dos atos de xenofobia e o Vice-Ministro do Interior se encontra na África do Sul para contactos com as autoridades policiais sul-africanas, bem como com os moçambicanos que estão nos centros de acomodação.

A Bola, 17/4/15

FaceBook  Twitter