Exposição Pedalando no CCP

O Centro Cultural Português em Maputo tem o prazer de informar que a exposição Pedalando, de Gemuce, inaugura no Centro Cultural Português, no dia 17 de Abril, às 18h00. A exposição será inaugurada pelo Ministro da Cultura e Turismo, Silva Dunduro, e pelo Embaixador de Portugal em Moçambique, José Augusto Duarte.Pedalando é o título da 13.ª exposição individual de artes visuais do conceituado artista visual moçambicano Gemuce, que estará patente de 20 de Abril a 29 de Maio, no Centro Cultural Português em Maputo.

ANM-0042-T003-CCP-ImagemWeb-150407-D-01-2 2
Fazendo jus ao conceito expositivo patente no próprio título da exposição, depois de Maputo a mostra segue para a cidade da Beira, onde estará patente no Centro Cultural Português, de 24 de Junho a 31 de Julho, e para Quelimane.A palavra “Pedalar” remete-nos imediatamente para um meio de transporte, a bicicleta, que, de resto, é já um motivo presente em obras anteriores do artista. Mas esta palavra é também usada popularmente para nos referirmos à capacidade de responder e superar os desafios do quotidiano, uma preocupação igualmente presente nos trabalhos concebidos pelo artista para esta exposição. Mantendo-se fiel aos princípios do antropólogo, com o olhar atento e perspicaz, o artista esteve em Quelimane no final de 2014 para revisitar, observar, ouvir e dialogar com quem, diariamente, produz, transporta e vive nessa cidade povoada por uma miríade de bicicletas. O artista realizou, na sua cidade natal, um verdadeiro trabalho de campo ao longo de uma semana que, nesta exposição, ganhou a forma de um vídeo, que regista os principais momentos dos processos de troca e de experiência das bicicletas-táxi, e de uma instalação intitulada “Rotação Social”.Gemuce produziu um conjunto de aguarelas, desenhos e telas para esta exposição onde está patente a preocupação do artista em partir das vivências quotidianas da população para, logo a seguir, encontrar um ponto de fuga ancorado numa leitura mais humorística ou mais lírica desse momento.Gemuce mantém-se um sonhador engajado que nos obriga a voltar atrás, a rever e olhar, que nos faz sorrir e reflectir. Que não se acomoda, que continua a experimentar e a propor-nos novos desafios.

FaceBook  Twitter